Porque usar shampoo sem sulfato?

Nós como consumidoras estamos cada vez mais atentas aos ingredientes dos produtos. Por isso, muitas empresas já estão a tomar providências: um exemplo disso são os shampoos sem sulfato.

O shampoo sem sulfato (sulfate free) não tem detergentes pesados, como o lauril sulfato de sódio (LSS). Essa é a substância que faz espuma; mas que pode remover a proteção natural do fio, provocando frizz ou quebra e deixando o cabelo seco.

O Lauril sulfato de sódio (LSS) é um detergente  que faz parte de alguns produtos como shampoos e sabonetes, e um desengordurante  eficaz e barato que não  só limpa como  tira toda a camada lipídica que serve de proteção para o cabelo, provocando danos nos fios.

O shampoo sem sulfato é suave e faz pouca ou nenhuma espuma: ele higieniza o cabelo sem esfregações ou espuma. Basta uma massagem em todo couro cabeludo e tirar com água. É uma forma de manter as cutículas intactas, e é uma ótima opção para cabelos danificados.

 

Os shampoos sem sulfato são indicados para que tipos de cabelos?

Para cabelos secos, crespos ou cacheados, com químicas, finos e pintados. Ou seja, quem tem cabelos lisos e oleosos pode ter vantagens com um shampoo sem sulfato, ou não, só testando para ver.

Estes shampoos ajudam a deixar os cachos mais soltos, definidos e sem frizz. Aumentam a durabilidade da tinta e diminuem o atrito entre os cabelos.

Para quem tem cabelo sensível este tipo de shampoo é uma ótima opção: ele mantém as cutículas preservadas.

Principais Benefícios do Shampoo sem Sulfato

  • Ajuda a manter a cor do cabelo mais viva, evitando o desbotamento rápido.
  • Evita alergias no couro cabeludo.
  • Evita a quebra capilar, a porosidade e o ressecamento.
  • Ajuda a fibra capilar a ficar mais resistente e saudável.

 

E vocês, já experimentaram este tipo de shampoo? Eu uso e o meu cabelo ficou muito mais bem tratado quando troquei de shampoo!

Joana Teixeira

Adoro cosméticos, maquilhagem, moda, decoração, viagens e gastronomia, no fundo, só coisas que fazem as mulheres sentirem-se bem!

Artigos Relacionados

Discussão acerca deste post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *